Entradas

Mini Hambúrguer light sem glúten com saladinha de espinafre e tomatinhos

Fazer dieta pode ser uma tarefa heróica pra quem é amante da gastronomia.  Todos os dias tem que se pensar o cardápio de forma a ingerir o menor número de calorias possível sem perder a saúde e o prazer.  Passada a temporada de verão o saldo pode ser desagradável na balança. Mas não vamos desistir! […]

Calabresa bêbada e Sangria espanhola (Iniciando as comemorações de aniversário)

Caldinho de abóbora com molho picante de calabresa & Suflê quente de manga e maracujá

Antepasto de berinjela e espaguete italiano da Jane de Curitiba

Creme de aspargos frescos e cheesecake de baunilha com calda de frutas vermelhas ao vinho do porto

Gostaria de enviar uma sugestão, receita ou dúvida?

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Últimos posts

Curta-nos no Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar

Quem escreve

Elk Oliveira é diretora da agência de viagens Interpraias Turismo. Nas horas vagas e fins de semana, na companhia dos amigos e da família, curte gastronomia, vinhos, música, cinema, fotografia e filosofia. Este blog é o exercício de um hobby cultivado no intuito de compartilhar com os amigos receitas, dicas de vinhos, lugares, pessoas e momentos inesquecíveis.

Porque cozinho

Cozinho para alimentar a alma, para dar prazer e carinho, para viajar. Cozinho porque estou feliz, porque a vida exige pressa e então cozinho com lentidão e tento fazer o tempo parar, porque quando cozinho toda a dor desaparece. Cozinho porque amo, e posso demonstrar todo o meu amor em meio aos aromas, sabores e texturas. E como mágica esse amor é multiplicado e muitas pessoas passam a cozinhar. Cozinho para ler as pessoas que estão ao meu redor, pois quanto mais cozinho mais percebo a transmissão de emoção e clareza de alma em cada novo prato. As amizades se solidificam e sinto no ar um tempero novo, feito magia, um tempero de amor, sensações e vibrações que deixa a constante promessa de que tudo está ainda no começo. A minha cozinha sempre será uma cozinha de estar, porque nela meus amigos se espremem, brindam, brincam, comemoram, riem e muito de vez em quando choram. Estão ali, sempre ao meu redor, dando uma espiadinha aqui, enfiando um dedinho ali. Enquanto cozinho, falamos dos nossos amores, desamores, sonhos e muitas vezes contamos histórias já contadas e todos ouvimos como se fosse a primeira vez porque o amor nunca se cansa. Cozinho para separar o mundo como tal do mundo como idéia. Enfim, cozinho por tantos outros motivos que não sei justificar. Vamos cozinhar?